“Sonho de Natal” une cultura e meio ambiente no Parque da Cidade

Parque da Cidade 019Passar para a criançada questões ambientais de forma lúdica é a proposta cênica do espetáculo “Sonho de Natal”, que estreia hoje (19), no Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte, e segue até o dia 23, com reapresentação especial no dia 25 de dezembro, sempre às 18h30. A narrativa mostrará de forma lúdica problemas e soluções de nossa fauna e flora. Encenado pela Companhia Gira Dança, o espetáculo faz parte da programação do Natal em Natal, promovido pela Prefeitura da capital.

O “Sonho de Natal” conta a história de uma menina que vivia na Floresta das Dunas, um lugar encantador, mas que estava sendo devastado pelo homem, pelas queimadas e derrubadas das árvores. Vendo a iminente destruição da floresta, a menina protege a última árvore de Natal, em uma redoma de vidro, mas sozinha não iria conseguir salvaguardá-la por muito tempo.

Triste e sem saber o que fazer, ela faz um pedido à estrela mais brilhante do céu, e anjos da natureza aparecem para proteger e cuidar da árvore de Natal para que germine e suas sementes sejam levadas para todo planeta.

A importância da inclusão social dentro de uma temática abrangente que remete a uma visão maior da sustentabilidade do homem é o objetivoprincipal do espetáculo. “A história tem um apelo ambiental, pois é uma narrativa que vai mostrar de forma lúdica essa questão”, comenta o secretário adjunto de Meio Ambiente e Urbanismo, Eugênio Bezerra, que ressalta o formato inédito do espetáculo no Brasil.

Conforme o gestor, ao fim de cada apresentação do “Sonho de Natal”, o público vai assistir ao show “Cantos de Natal”, com artistas da terra. Entre eles, fulguram Sérgio Luiz, Clara e a Noite, Rosa de Pedra e a cantora Cristina de Holanda.

O “Sonho de Natal” começa às 18h30, mas a partir das 15 horas o Parque da Cidade vai estar aberto com atividades especiais, que incluem passeios em trenzinho estilizado com educadores ambientais e monitores para apresentar o Parque da Cidade; feirinha de artesanato sustentável, entre outras atrações. Além disso, o Parque recebeu uma decoração especial de Natal.

É importante destacar também o apoio da Fundação Cultural Capitania das Artes (Funcarte), e das secretarias de Trabalho e Assistência Social (Semtas) e Serviços Urbanos (Semsur). Mais informações sobre a programação do Natal em Natal no site www.natal.rn.gov.br/natalemnatal.

Voltar


Obra ligará reservatórios de água para a zona Oeste de Natal

Estão na etapa final as obras da adutora de abastecimento de água da região Oeste de Natal. A adutora ligará os reservatórios R6 ao R9 que abastece os bairros de Candelária até Felipe Camarão. A Prefeitura do Natal está assentando os tubos e cortando as ruas, para fazer a ligação entre R6 e R9. Na manhã desta segunda-feira (19) um ponto da obra foi realizada na avenida da Integração, próximo à rua Jaguarari.

Nesta obra, a Prefeitura do Natal por meio da Secretaria Municipal de Obras Públicas e Infraestrutura (Semopi) é parceira da Caern. O objetivo e garantir a qualidade da água, diminuindo assim o nível de nitrato no fornecimento desta para a população. Ao todo são 5.500 mil metros de tubulação do R6 para o R9. O serviço está em andamento desde o dia 20 de novembro.

O investimento da primeira parte da execução é na ordem de R$ 603 mil reais oriundos do Governo Federal. A contrapartida da Prefeitura é 5%. Esta obra faz parte do Programa Nacional de Desenvolvimento dos Recursos Hídricos (Proágua Nacional), tem como meta o fortalecimento institucional dos setores de recursos hídricos da União e dos Estados, bem como a promoção de um enfoque integrado de gerenciamento de recursos hídricos orientado para o equilíbrio entre a oferta e a demanda por água potável.

Voltar


Audiências públicas vão debater regulamentações do PDN

Para iniciar o processo de revisão do Plano Diretor de Natal (PDN), realizado pela última vez em 2007, foi deflagrado em junho deste ano pela Prefeitura do Natal, as discussões para regulamentação de instrumentos pendentes desde 1994. A segunda etapa dessa discussão, se inicia nos dias 21 e 22 de dezembro, com duas audiências públicas para discutir as Zonas de Proteção Ambiental (ZPA’s) 6 e 10 e Operação Urbana Consorciada Centro Histórico.

As audiências que serão conduzidas pela equipe técnica da secretaria de Meio Ambiente e Urbamismo (Semurb), vão acontecer a partir das 8h00 da manhã, no auditório do Centro Municipal de Referência em Educação Aluizio Alves (Cemure), no bairro de Nossa Senhora de Nazaré, zona oeste.

Na primeira audiência, que acontece no dia 21 serão discutidas as ZPA’s 6 e 10. Em Natal existem dez ZPA’s, sendo que cinco delas já são regulamentadas. De acordo com o arquiteto e urbanista do Departamento de Planejamento Urbanístico e Ambiental da Semurb, Daniel Nicolau, “As ZPA’s são zonas especiais instituídas pelo Plano Diretor para a preservação, manutenção ou recuperação de uma paisagem ambiental e patrimônio histórico, em que se restringe o uso o ocupação do solo”, explica.

A ZPA-6, onde está inserido o Morro do Careca, se configura como recanto natural de notável beleza por seus aspectos panorâmicos, florísticos, paisagísticos, de interesse cultural, recreativo e turístico. E a ZPA-10  também chamada de Farol de Mãe Luiza e seu entorno, é composta pelas encostas dunares adjacentes à Via Costeira, entre o Farol de Mãe Luiza e a Avenida João XXIII, também de valor cênico paisagístico, histórico, cultural e de lazer.

“Cada uma das ZPA’s possuem características importantes para o equilíbrio ambiental da cidade como as áreas de recarga e afloramento de aquífero, além de fauna e flora locais e ambientações históricas”, acrescenta Nicolau.

Os debates do dia 22 irão abordar a Operação Urbana Consorciada Centro Histórico. Este instrumento estabelece regras de preservação e utilização do sítio histórico da cidade. Segundo o arquiteto da Semurb, João Galvão, a revisão da Operação inclui os bairros da Ribeira, Cidade Alta, Santos Reis e Rocas, os núcleos mais antigos da cidade.

A Operação Urbana trata de questões como preservação do conjunto arquitetônico, devido ao processo de tombamento, incentivos fiscais para investimentos na área, implantação de ações e programas de fomento a cultura e educação patrimonial material e imaterial, ampliar a infraestrutura entre outros, explica o arquiteto.

Foram convidados a participar do evento toda a sociedade civil organizada, entidades de classe, associações, representantes do Ministério Público, Vereadores, Deputados, instituições de ensino, Concidade, Conselhos, Ongs entre outros. O evento é aberto, e qualquer cidadão natalense pode participar.

Os estudos estão disponíveis na página da Semurb www.natal.rn.gov.br/semurb e também na biblioteca do órgão. As inscrições também podem ser feitas no mesmo endereço eletrônico.

Voltar


Termina dia 30 o prazo para atualização cadastral do Bolsa Família

Cerca de duas mil famílias natalenses ainda não atualizaram junto a Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtas), o cadastro do Programa Bolsa Família. Estas famílias que são beneficiadas pelo Programa de transferência de renda do Governo Federal, Bolsa Família, precisam atualizar dados até 30 de dezembro. Elas poderão perder os benefícios caso estejam há mais de dois anos sem informar dados como número de integrantes da família, endereço, renda e a escola que as crianças e os jovens freqüentam.

“Faltam apenas duas semanas para o encerramento do processo de revisão cadastral do Bolsa Família deste ano. Mais de duas mil famílias ainda precisam atualizar os dados, pois estão com o cadastro desatualizado há mais de dois anos. Caso a atualização não ocorra até o final de dezembro, os benefícios serão bloqueados na folha de pagamento de janeiro de 2012. Se a atualização não ocorrer até 29 de fevereiro de 2012, os benefícios serão cancelados na folha de março de 2012”, explica Gabriela Janilly, coordenadora municipal do Cadastro Único.

A revisão consiste na verificação periódica das informações socioeconômicas dos registros cadastrais das famílias beneficiadas, com vistas a avaliar o atendimento das condições de elegibilidade para continuidade da transferência de renda.

As famílias que fizeram a revisão recentemente também devem ficar atentas. “Também estão incluídas nessa revisão as famílias que mudaram de endereço, de renda, número de componentes familiar, as crianças que mudaram de escola, dentre outros”, ressalta a Coordenadora.

Para atualizar os dados no Cadastro Único é necessário ir até um dos pontos de atendimentos da Semtas, voltados para esse serviço. Os beneficiados deverão apresentar os seguintes documentos para atualizar o cadastro: identidade, CPF, carteira de trabalho e comprovante de residência – todos originais. Das crianças de até seis anos, apresentar certidão de nascimento original. Para as crianças maiores de seis anos, além da certidão, é preciso ainda apresentar a declaração escolar. “Devem ser apresentados os documentos de todos os residentes do domicilio, independentemente do grau de parentesco”, reforça a Coordenadora.

AGENDA:

30 de dezembro de 2011 – Prazo final para atualização cadastral das famílias beneficiárias do PBF que estão na Revisão Cadastral e nas Auditorias do Cadastro Único.
Janeiro de 2012 – Bloqueio dos benefícios das famílias em Revisão Cadastral e Auditorias que não tenham o cadastro atualizado até o fim de dezembro.
Março de 2012 – Cancelamento dos benefícios das famílias em Revisão Cadastral e Auditorias que não tenham o cadastro atualizado até 28 de fevereiro de 2012.

Saiba mais sobre o Cadastro Único/Bolsa Família

O Cadastro Único se constitui como um dos mais importantes instrumentos de coleta de dados para os Programas da Assistência Social, tendo como objetivo identificar todas as famílias em situação de pobreza existentes no Município. A inscrição no CadÚnico é o primeiro passo para a inclusão no Programa Bolsa Família e demais Programas Sociais, como o Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI), ProJovem Adolescente, Tarifa Social de Energia Elétrica, entre outros.

De acordo com dados do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome – MDS, a cidade do Natal contabiliza 81.650 famílias cadastradas, sendo 48.670 famílias beneficiadas com o Bolsa Família.

Postos de Atendimento do Bolsa Família:

– Prédio do Bolsa Família/Cadastro Único: Avenida Bernardo Vieira, 570 – Quintas (em frente ao Vale do Pará).
– Prédio do Bolsa Família/Cadastro Único: Rua Pacatuba, 2052 – Igapó (ao lado do Atacadão).
– CRAS África – Rua Conselheiro Tristão, s/n, África – Redinha
– CRAS Felipe Camarão – Rua São José, 6 – Felipe Camarão
– CRAS Guarapes – Rua da Ribeira, 9-A – Guarapes
– CRAS Nossa Senhora da Apresentação – Av. das Fronteiras, 2101 – Nossa Senhora da Apresentação
– CRAS Pajuçara – Rua Flor do Paraíso, 319 – Loteamento Dom Pedro I, Pajuçara
– CRAS Passo da Pátria – R. Cap. Silveira Barreto, 1016 – Alecrim
– CRAS Planalto – R. Cônego Deoclides Diniz, 135 – Planalto
– CRAS Salinas – Av. Doutor João Medeiros Filho, 4570 – Potengi
– Centro Público do Alecrim – Rua Fonseca e Silva, 1112 – Alecrim

Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: